sábado, 2 de novembro de 2013

Desabamento em São Paulo IV

Pois é... o tempo passou, outras notícias vieram e o assunto foi esquecido.

Pelo que acompanhei não vi nenhum pronunciamento do proprietário do imóvel ou da empresa de engenharia que estava executando a obra no momento do desabamento, nem informações sobre o andamento das investigações. E assim as coisas continuam.

Fui pesquisar pelo menos a situação do processo que foi protocolado junto a Prefeitura para o licenciamento da obra, pensei que pelo menos o processo já tivesse sido indeferido ou arquivado, visto que não era o o que realmente estava sendo construído, que inocência.

Bem, pode ser em função das investigações em andamento, mas o fato é que o status do processo no Sistema da Prefeitura continua com a mesma informação desde 10/04/2013, conforme ilustração abaixo:

Tudo como dantes no quartel de Abrantes. 

Origem da frase: Em 1805, o general Jean-Andoche Junot foi enviado por Napoleão Bonaparte para invadir Portugal. Chegando a Abrantes, conquista o castelo, lugar militarmente estratégico, e lá se instala, para preparar a tomada de Lisboa. Durante essa espera, por cinco dias, um emissão de Dom João VI lhe relata dia após dia "Tudo como dantes, no quarte-general de Abrantes", indicando não haver novidades. Mais tarde, pela bem sucedida campanha, Napoleão concedeu a Junot o título de Duque de Abrantes. 



E a vida segue...

Um comentário: